Música – Coldplay no Brasil… em BH??!?!?

by

coldplay

Nem bem assimilei o fato de perder o Radiohead no Brasil e me deparo com outra bomba. Coldplay no Brasil, e o melhor, em BH!!! Num é possível, sério?? Isso é sinal de decadência ou benevolência? Eu diria que empreendedorismo. Não tem nada pior que o povo ficar rogando praga. A banda custa a vir, e quando vem vamos xingar?? Não! Viva o Coldplay! Quer dizer, isso se vier mesmo.

Certa vez em “mil-novecentos-e-vó-lú-de-jeans” (hihi) passei na porta do Ginástico Clube (ali no alto da Afonso Pena) e eles estavam nos preparativos para o show do Steppenwolf(*) que aconteceria na cidade. Não segurei a curiosidade e perguntei a um roadie o que que tava pegando , ele me deu uma notícia triste: “Cara, o show foi cancelado, não vendeu ingressos o suficiente. Belo Horizonte é uma roça! No Rio e São Paulo esgotaram os ingressos e aqui teve que cancelar…“, enguli seco, enxuguei uma lágrima e me senti culpado de também não estar indo. Outros artistas como Soulfly(**) e BB King (***) também já cancelaram shows na capital do pão de queijo pelo mesmo motivo, então, assim sendo, e com a fama que temos, temos mais é que levantar as mãos pros céus quando um destes resolvem dar o ar da graça.

Outros ainda dizem “também, R$50,00 num ingresso, 60, 70, 80… tá achando o que?” O engraçado é que este mesmo cidadão paga o triplo rindo pra ir nos Axé da vida. E ir de Camarote, de Abadá, de blusinha rosa e gelzinho no cabelo. Pelo menos é um artista nacional né? Viva a arte nacional! Sei…

Pois bem, o Coldplay não é um Radiohead, vamos combinar né, mas tem o seu valor. Pra falar a verdade, eu nem gosto de Coldplay, eu gosto é do Parachutes. Ah… que delícia! Parachutes é o álbum de estréia do grupo. Ganhei do meu saudoso amigo Saulo de presente de aniversário quando voltávamos do show do Skank em Ouro Preto (aquele do DVD ao vivo). Ele me deu com a seguinte missão “você vai ter que aprender a tocar todas as músicas no violão“, hehe, foi malzis, não aprendi nenhuma. Mas o disco é muito viciante. É aquela melancolia, aquele violão arrastado, vocal choroso e piano dramático. Tudo embalado numa bateria consistente e baixo firme. Este é o Parachutes… Depois vieram outros discos que conseguiram (a meu ver) apenas emplacar uma farofa aqui e outra ali, nada que me empolgasse. Mas num tem problema, tá na terrinha, tá comigo, Vem Comigo! Quer dizer, se vierem mesmo.

parachutes

(*) É aquela banda do hit “Born to be Wild”

(**) Banda que Max Cavalera montou quando saiu do Sepultura

(***) É o dito Rei do Blues

Tags: , , , , , , , ,

8 Respostas to “Música – Coldplay no Brasil… em BH??!?!?”

  1. Gabriel Says:

    Ah eu lembro dessa história do Steppenwolf que teria em BH e foi cancelado. Triste demais! Apenas um detalhe: Johnny B. Goode é do, tão moço quanto, Chuck Berry.

  2. bussainchains Says:

    Oops, falha nossa! Valeu a dica 🙂

  3. danielle Says:

    por esse mesmo motivo deixaram de fazer tim festival em bh. a derradeira edição – em 2005 – foi numa quarta-feira, estava vazia. o ingresso era caro. e olha que a edição mineira nem se comparava à carioca ou à paulista. infelizmente vamos assim, ficando na margem. espero que coldplay venha pra cá. gosto muito. mas o pesar por r.e.m., cake, radiohead e tantas outras bandas não vai passar.

  4. Mfausantos Says:

    Sabe o porque alguns show em BH não decolavam e não decolam?

    Os produtores divulgavam muito mal!

    Hoje com a Internet, melhorou um pouco. Os próprios fãs ajudam a divulgar os seus artistas. Mas os produtores ainda deixam muito a desejar.

    As vezes se fecham tanto que nem a mídia especializada consegue informações concretas sobre os eventos.

    Trabalho com divulgação de eventos e entrega de ingressos. Tenho clientes em todo Brasil e interior de Minas mas é comum pessoas me ligarem após o evento transcorrido querendo informações.

    Outra: costumam errar feio em calibrar o preço dos ingressos em relação a estimativa de público x preço de ingresso.

    Daí o ingresso costuma ficar mais salgado do que o necessário. Casa lotada é sinônimo de preços equilibrados (custo / benefício).

    Nem sempre o público mineiro é culpado. Acho que os produtores erram muito mais…

  5. Angélica Says:

    Acho que assim que tivesse certeza que Coldplay vem, deveriam já divulgar e relembrar sucessos da banda.
    Muitas pessoas não sabem o que é Coldplay, mas se ouvem algumas músicas como ‘The hardest part’, ‘Yellow’, e principalmente ‘T

  6. Angélica Says:

    CONTINUAÇÃO

    ‘The Scientist’..lembram na hora que ja ouviram essas músicas..
    Tem que mostrar mais o que o o Coldplay!
    para que tenha chance de termos um belo show em BH..

  7. vivienn Says:

    Mas o A Rush Of Blood To The Head tb tem seu valor…

  8. flavio Says:

    Como assim? Fui ao shows do keane, no Rio em Sampa e em BH, e por incrível que pareça o show de BH tinha menos gente, mas de acordo com os comentaristas e os próprios integrantes da banda, foi o show mais empolgante da turne nacional, e outra, o show do Interpol encerrando a turne internacional tambem foi muito bom em comparação com o show de Sampa.
    Em resumo, o que faz de show ser um espetáculo não é a quantidade de pessoas que vão assistir , mas sim a qualidade do público presente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: