A morte pede carona

by

natal1

Fim de ano é época de cair na estrada, viajar e encontrar os entes queridos. Mas nem todos chegam ao seu destino. Nem todas as famílias tem uma ‘Noite Feliz‘. No Estado com a maior malha rodoviária do Brasil (MG), falou em feriado, falou em morte. A estatística não falha, tão logo começam as horas do recesso e os motoristas entram nos seus carros, começam a chegar as notícias.

Hoje os jornais divulgaram os primeiros números. Só no dia de Natal foram 11 mortos. E num período de 5 dias 34 óbitos, opa, 36 (já atualizaram o site).

Diante deste histórico e também com o agravante (mais do que relevante) que é a chuva ininterrupta, era de se esperar maior cuidado dos motoristas mas o que se vê é um circo de horrores viajando ao seu lado. Um freak show de primeira categoria. Filhos da puta, hipócritas, safados, sem educação e motorizados assassinando uns aos outros.

Quer morrer filha da puta?‘ dizia a música de Morais Moreira(*) sobre selvageria no trânsito. Ouvi dizer que se todas as estradas brasileiras fossem perfeitas iria haver a redução de apenas 5% do total de acidentes. Ou seja, a estrada não é duplicada, é cheia de curva e esburacada? Então vá devagar!! Pisa no freio e espere a tua vez.

No dia 24 eu dirigi 400km atravessando essa Minas Gerais de meu Deus de um lado a outro. De Lagoa da Prata a Ipatinga passando por Belo Horizonte. A imprudência é contínua e só a sorte (ou Deus) parecem estar do seu lado. Infelizmente não adianta fazer tudo certo porque vem um afoito na contra-mão e acaba contigo. Diante do acaso parece que os infelizes abusam ainda mais da sorte e contam que você não vai vacilar.

Na BR-381 (caminho pra Vitória) pegamos dois acidentes que bloquearam a pista. Chegamos a ficar 1 hora parados esperando o trânsito liberar enquanto a fila de carros ia dando volta (e o congestionamento causando inveja a São Paulo). Ambulâncias e caminhões dos Bombeiros pediam passagem com quase cuidado para não piorar o caos. De repente um helicóptero rasga o céu e leva aquele que necessita de mais cuidado. Me pergunto, lá vai a vítima ou o apressado?

Tão logo os carros começam a andar voltam as ultrapassagens proibidas pela esquerda e pela direita. Graças a Deus não nos aconteceu nada. E rezo para que também não aconteça aos amigos e familiares que estão viajando. Nada pior do que interromper a vida num momento que era pra ser de alegria e reunião, então amigo a você que me lê e vai pegar a estrada só peço uma coisa, não abuse, tenha educação. Respeite as leis básicas e tenha bom senso. Tenha paciência, calma e xingue o que tiver que xingar, mas não ultrapasse aonde não deve. Atrase a sua viagem em horas, mas chegue. Isso, não vai doer. Em suma:

NÃO CORRA.

NÃO MATE.

NÃO MORRA.

 

 

Jornal Hoje em Dia

Jornal Hoje em Dia

 

Jornal O Tempo

Jornal O Tempo

natal4

Jornal Estado de Minas

 

(*) Sinal de Vida, é o nome da música. 

Tags: , , , , , , , ,

2 Respostas to “A morte pede carona”

  1. Flávia Says:

    Ehhh a imprudência é grande mesmo…
    …só espero um dia não ser uma vítima!!

  2. Diego Souza Says:

    Procurei a música do Morais Moreira em todo lugar e não encontrei. Uma pena.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: