Emily Rose no Amazonas

by

erose

Um caso curioso chama a atenção para o Estado do Amazonas. Uma menina de 12 anos picada por uma cobra, teve o tratamento convencional interrompido para ser tratada por pajés.  A decisão causa polêmica e virou um entrave de tribunais, onde o Ministério Público Federal tenta chegar a um acordo com a família e os médicos.

O tratamento convencional, com remédios, estava conflitando com rituais indígenas que, além de envolverem danças e tambores, possui certas exigências como proibir a presença de gestantes e mulheres menstruadas (por atrair maus espíritos).

O caso, chamado de “choque de culturas”, lembra bastante o enredo (baseado em história real) do filme “O Exorcismo de Emily Rose“. O filme se passa nos tribunais e mostra a disputa entre a família e os médicos para tratar a jovem Emily que, para os médicos, sofria de algum tipo de esquizofrênia e, para a família (católica fervorosa), estava possuída pelo demônio. O tratamento da família, sob orientações de um padre, venceu e disso veio a morte da jovem. O padre então lutava no júri para não ser preso enquanto os médicos o acusavam de negligência.

A menina do Amazonas não corre risco de morte, por enquanto, mas talvez tenham que amputar a perna. Quando a nossa própria medicina deriva de fundamentos indígenas e crenças, quem somos nós para decidir o que é certo ou errado? Só sei que, o que é certo mesmo é sentar e conversar.

Anúncios

Tags: , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: