Filme – Sete Vidas

by

setevidas

Eu acho que para falar se fulano é bom ou mal ator devemos, obrigatoriamente, observar os projetos nos quais ele se envolveu, ou seja, os filmes que fez. E isso vai além da simples interpretação em si.

Pegue um Leonardo DiCaprio por exemplo, muita gente (boba) torce o nariz pra ele porque faz sucesso com o público feminino. Mas quando olhamos os filmes, só tem coisa boa e interpretações marcantes. Ele não fez (ou evitou fazer) filmes picaretas só para se manter nos lançamentos. 

Agora olhe a Angelina Jolie ou até o Samuel L. Jackson. O Samuel até até participou de bons filmes mas, analisando o histórico, parece que ele topa tudo. O que der certo, deu. E nisso lá vai muita bobagem. A Angelina não precisa nem falar, parece que só fez bobagem mesmo e tem gente que fala que a culpa não é dela (porque ela é linda) mas sim do filme que era ruim. Ora, um bom ator não participa de filme ruim. E, em último caso, quando o filme é muito, muito ruim, o bom ator ainda consegue salvar um roteiro fraco com sua atuação.

Bem, não é o caso do Sete Vidas.

O Will Smith era (bem antigamente) um muleque negro, extrovertido e sarado que fazia sucesso nas comédias. Dentre outras coisas fez a série ‘The Fresh Prince of Bel-Air‘ (em português Um Maluco no Pedaço) que era bem divertida. No cinema (não sou especialista) fez uma boa participação no Independence Day entre outros. Este filme como um todo é uma grande besteira mas o seu papel, brincalhão, cumpre o que se espera.

Na mesma linha vieram Bad Boys I e II e Men In Black. Todos eles destacavam o lado galã de Will e sua habilidade como comediante. Sem contar aquele Hitch. Pois bem, parecia ir tudo bem com ele. Poderia ser um novo Adam Sandler, um queridinho insonso da estúpida América. Mas algo parece incomodá-lo. De um tempo pra cá começou a transparecer um  lado inquieto e a mexer com verdadeiros problemas da sociedade, ao invés de apenas entretê-la com pequenas piadinhas.

Tivemos também ultimamente mais dois filmes, não sérios, que, talvez, já demonstrassem uma pequena mudança de comportamento. São eles o fraco (história contada mil vezes) Eu Sou a Lenda e o divertido Hancock.

Mas os filmes que interessam mesmo e dão uma guinada dramática na carreira de Will, salvando-o da escória pastelão, foram À Procura da Felicidade e Sete Vidas.

O primeiro, baseado em história real, é um drama comovente que, além do ótimo roteiro, tem (ainda melhor) a interpretação do Will. Já o Sete Vidas parece meio estranho. Você custa a se ambientar nas rápidas mudanças de cena mas quando finalmente entende o que está acontecendo, nos momentos finais, percebe a adaga que vai ser cravada em seu peito. É um daqueles filmes que você olha pro lado e diz ‘está valendo a pena?‘ Grande Will!

Anúncios

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

2 Respostas to “Filme – Sete Vidas”

  1. Flávia Campos Says:

    Caro escritor, eu concordo com muita coisa dita por vc. O filme Sete Vidas é ótimo, o Will está maravilhoso!!!! Mas tenho que discordar com vc com relação a Angelina Jolie. Linda ela é mesmo, acho que até vc deve achar, mas não é só por isso que sou fã dela… Gosto dos filmes que ela faz, gosto de suas interpretações e junto de tudo isso ela é uma pessoa que dá prazer de olhar. Tem um filme em especial que ela fez que eu gostei muito: Colecionador de ossos!
    Depois dá uma conferida nesse filme…
    Até mais…

    • bussainchains Says:

      hehehehe você sabia que eu estava te cutucando né? hahaha Então tá bom, vou assistir esse filme dela e tirar a prova dos 9.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: