Cruzeiro 2 x 1 Atlético

by

Domingo dia de clássicos no futebol por todo país. Ao invés de assistir Atlético x Cruzeiro, como o resto da cidade, optei por ignorar o jogo e rever dois filmes que estavam na fila: O Que É Isso Companheiro? e JFK – A Pergunta Que Não Quer Calar.

Não escolhi os filmes em protesto nem em reflexão de nada, tão pouco assisti hoje, dia de clássico, premeditadamente. Apenas aconteceu, e, juntando os fatos, serviu para reforçar antigas teorias de conspiração, pão e circo e etc.

O Que É Isso Companheiro?

companheiro

Deveria fazer parte do programa escolar de todas as escolas do país. Assim como todos os livros e demais filmes que tratam da Ditadura. Uma coisa que a Ditadura nunca subestimou foi a opinião pública e por isso sempre a manteve sobre controle, fechando uma cortina de aparente tranquilidade sobre o país e, por baixo dos panos, utilizando as mais podres artimanhas para garantir sua máquina em funcionamento.

Em 68, quando o AI5 suspendeu os direitos civis e institucionalizou a tortura, notícias contrárias à ditadura simplesmente eram ignoradas pela mídia. A Globo (na época), não só gostou da proibição como, amiga do governo, utilizou a desculpa para desenvolver o bem sucedido plano de controle das massas e se transformou em uma das mais influentes forças políticas até hoje. Como a população não tomava conhecimento dos feitos da resistência estudantil e tão pouco das atrocidades oficiais, um grupo de estudantes sequestrou em 1968 o embaixador dos Estados Unidos em troca de divulgação nos jornais sobre os feitos da Ditadura e exigiu também a liberdade de outras lideranças presas.

Uma cena que chama a atenção, no final, é quando os estudantes vão libertar o embaixador e o fazem num dia de clássico do Flamengo que tinha Maracanã lotado. Com certeza na época aquelas pessoas não estavam nem um pouco interessadas em estudantes sequestrando quem quer que seja, por razão qualquer que fosse. Queriam ver é o Mengão ganhar mais um.

No filme O Ano Em Que Meus Pais Saíram de Férias também tem uma cena parecida quando, em meio aos horrores vividos pelo menino que não sabe se verá novamente os pais (procurados pela Ditadura) o país vibra em febre com a conquista do Tricampeonato de Futebol Mundial de 1970.

JFK – A Pergunta Que Não Quer Calar

jfk

O final do filme adverte, documentos sobre a participação da CIA e do FBI no assassinato de John F. Kennedy, ainda mantidos em sigilo pelos serviços secretos americanos, somente serão abertos em 2029.

Tentar fazer de Kennedy um herói (como Lincoln ou Martin Luther King) seria um erro, mas o que o filme tem de interessante mesmo é trazer a tona as complicadas engrenagens do poder que estão acima de qualquer lei ou moral que possam existir.

O filme, com suas mais de 3 horas de duração, é complexo demais para ser resumido em poucas linhas porém, como estamos falando de alienação e senso comum, vamos focar num ponto que chamou a atenção. Numa cena, embuído em sua investigação e vendo as forças invisíveis do inimigo talharem sua reputação frente ao país e sua família, o personagem de Kevin Costner se desentende  com a mulher, alegando querer ver um país mais justo para os filhos, e esta, diz que, tudo que queria era a sua vida de volta, com um pai presente na páscoa ao invés de um marido envolvido  numa louca conspiração de que o assassinato do Presidente fora armado e encomendado por gente de dentro do próprio governo.

.

.

Pois bem, cheguei em casa, tirei os sapatos e fui sapear a televisão para ver o que diziam meus inimigos. O Fantástico então gastou 30 minutos (vendo, revendo, comentando, criticando, elogiando, analisando e detalhando) todos os gols do final de semana, mais 10 minutos de “Bola Cheia e Bola Murcha” e apenas 10 segundos comentando a infelicidade que foi um torcedor ter sido assassinado, justamente em Belo Horizonte, por motivos de briga de torcida,  quando ia ver o jogo Cruzeiro x Atlético.

Ah, que época boa era a Ditadura, eu poderia ter ido dormir sem essa.

Anúncios

Tags: , , , , , , , , , , , ,

Uma resposta to “Cruzeiro 2 x 1 Atlético”

  1. Flávia Campos Says:

    Bom, gostei muito dos dois filmes… apesar de ter dormido no final após mais de duas horas de JFK (prometo que vou terminar de assistir.. tinha acordado cedo e estava cansada). Os filmes são realmente interessantes e intrigantes.
    Valeu pelo convite de assistí-los!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: