Santo Sudário de Turim

by

jesus

Mais cedo ou mais tarde, todos vão se ver às voltas com alguma questão filosófica: qual o sentido da vida? Deus existe?

Vindo de escola católica como vim, sei bem o significado de ser educado no catolicismo. Uma boa lavagem cerebral é aquela tão bem fundamentada que você nem sente necessidade de questionar qualquer ponto de vista. E quando assusta está lá: crismando, comungando, casando, rezando e com medo, medo de Deus.

Um belo dia uma luz se acende (ou se apaga) e a pulga atrás da orelha te dá uma mordida de jorrar sangue. As coisas não mais fazem sentido. Você está incrédulo, duvidando e até isso é condenável. Alguns voltam daqui, outros se libertam. Uma bela frase que ouvi do meu amigo Comuna dizia: “Não reze na minha escola que eu não penso na sua igreja.”

O único problema das religiões é o mesmo mau que aflinge os Super-Heróis na histórias em quadrinhos. Quando Super-Homem defende o mundo de cá, onde está o Batman? E o Homem-Aranha? E os outros? São todos micro universos onde são senhores dos seus mundos. Assim cada religião tem o seu Deus e não aceita o outro. Mas nos quadrinhos, veja você, vez por outra ainda conseguem juntar Batman e Super-Homem na mesma história:

handshake

Como vai Gothan? – pergunta o Super

Tudo bem, e Metropolis? – responde o Batman

Vai indo.

Religião não é coisa de Deus, é coisa do homem. E todos os resquícios de sociedade, das mais complexas às mais rudimentares, que já foram encontrados, demonstraram haver algum grau de ritual e manifestações religiosas.

Pensando nisso lembrei de uma faixa: “Iron Maiden is my religion!” E está tudo certo! Religião é isso, conforto! Venha ele como vier. Conforto para grandes questões sem resposta. E o grande erro é querer tirar a sua verdade como absoluta e impô-la aos demais.

iron

Quanto ao Cristianismo, que passei anos sem questionar, tão logo parei de passar as férias na casa de parentes no interior, me libertei do fardo de ir forçado às missas. Algo curioso então aconteceu, talvez acometido pela velha culpa católica (por renegar o que havia sido ensinado) desenvolvi gigantesca curiosidade pelo assunto e infelizmente, a única conclusão que chego é, que o Cristianismo tem uma história muito bonita, que foi moldada convenientemente para atender objetivos políticos de diferentes épocas. E convenhamos, até hoje o faz com notável presteza.

Primeiro, quando pequenos, nos contam histórias fantásticas da Bíblia e da criação do mundo. Depois, mais velhos, dizem que algumas histórias são parábolas para ilustrar um ensinamento maior. Sei… Mas ainda assim muita coisa cutuca o bom senso. Falando em bom senso, quando ouvi falar do Concílio de Nicéia pela primeira vez (no Código da Vinci) quase caí pra trás. Neste Concílio, uma reunião como o G20 da época digamos, os detalhes do Cristianismo foram decididos e votados. Desde as datas sagradas à divindade de Jesus Cristo. Como assim datas sagradas? Eles estavam em dúvida se iriam festejar o nascimento de Cristo ou o dia do primeiro milagre? Não! Eles estavam em dúvida em QUANDO seria bom comemorar o nascimento, o Natal. E o 25 de dezembro de onde veio? Não sei, convenção. Tudo bem, mas, divindade de Cristo? Há quem diga que até a data do tal Concílio (por volta do ano 300) Jesus era um sujeito popular, boa pinta e bom de papo, de carne e osso como eu e você. Então, por conveniência, decidiram por colocá-lo “filho de Deus”. Gente…

Lembra da pulguinha? Virou um monstro! Fim de papo. É tudo historinha, boa história, mas ainda assim, historinha. Jesus é o Papai Noel dos adultos.

No entanto, nem tudo são flores e não poderia ser tão fácil assim. Uma relíquia do cristianismo desafia os fiéis, os cientistas, os crédulos e os incrédulos.

Durante décadas, ao longo destes 2000 anos, a igreja ostentou relíquias materiais do tempo de Jesus como pedaços da cruz da crucificação, pedaços da coroa de espinhos, os pregos e por aí vai. E todos eles foram pulverizados pelos mais simples testes científicos. Um deles porém desafia a ciência e muda a pulguinha de lugar, batendo de frente com a razão e relutando em dizer: Meu Deus, será possível?

O Santo Sudário!

Um pedaço de pano onde, supostamente, o corpo do Cristo morto foi envolvido. Ali, de forma até hoje inexplicável, se projetou uma fantástica imagem de corpo inteiro de um homem semi-nu e com feridas por todo o corpo.

sudario

Acompanhei ontem (domingo) no Discovery Channel um documentário sobre os testes científicos que já foram aplicados ao sudário e como, um por um, foram confirmando o inacreditável, a suposta autenticidade do pano.

Porém, na década de 80, um teste de datação por Carbono14 quase fez suicidar os últimos esperançosos por salvação. Ele indicava com absoluta certeza que o Sudário era na verdade uma peça do período entre 1260 e 1390, ou seja, muuito depois do tal ano “zero”.

Foi uma bomba. Os fiéis negaram a ciência com ainda mais força e os cientistas, também desacreditados, simplesmente reafirmaram o que já tinham certeza. Até que, num belo dia, um casal de estudiosos descobriu que o Sudário original havia sido remendado com tecidos de outros tempos, o que levaria a um erro na idade original da peça pelo teste do Carbono14.

Muita briga depois, incrivelmente, a ciência deu o braço a torcer e concordou com a tese do casal, porém, o documentário acaba dizendo que um novo teste deverá ser realizado no futuro para saber se a história bate ou não e, mais uma vez, verificar a autenticidade do sudário.

Muitas vezes eu nego a religião por não querer me apegar demais a uma falsa verdade cuja revelação da mentira seria pesada demais. E não é este o papel de Deus, nos confortar com esperança frente a uma possível realidade tão cruel que ninguém pode sequer imaginar que ela exista? Digo, e se não existir vida após a morte, céu, inferno nem nada? Morreu, acabou. E aí?

Eu torço pelo sudário. Simpatizo e sigo boa parte dos supostos ensinamentos de Jesus, quanto ao resto (Arquivos X): I WANT TO BELIEVE.

Tags: , , , , , , , , , , , ,

4 Respostas to “Santo Sudário de Turim”

  1. Aline Says:

    Vc acredita…

    Isso td é por causa da Páscoa???

    Bjocas!!!

    Ps.: Leia sobre o Milagre Eucarístico de Lanciano… é interessante!

  2. giovana Says:

    jesus é muito lindo quem nao acredita e pq nao tem fé eu tenho muita fé e acredito nos milagres de jesus pq ele é real eu amo jesussssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss

  3. Maria da Glória Gonçalves Barroso Says:

    Interessante post
    Atendendo a que complexos estudos cientificos não conseguiram até à presente data desautenticar o Sudário de Turim, muito antes pelo contrário-medite-se por exemplo na recente descoberta da codificação holografica na imagem corporal nele patente, pela equipe liderada pelo cientista holandês Dr. Petrus Soons!!!-o Sudário de Turim é um sustentáculo material da veracidade dos evangelhos e a testemunha silenciosa da RESSUREIÇÃO de Jesus Cristo.

    cordiais saudações

    Maria da Glória

    CENTRO PORTUGUÊS DE SINDONOLOGIA

    P.S.: se quiserem visitar o n/ site e comentar ir http://www.santosudariodeturim.blogspot.com

  4. Maria Manuela T. Rangel Says:

    Já assisti a uma exposiçao sobre o Santo Sudário e meditei muito sobre tudo o que foi explicado pelo guia. Perante as maravilhas que foram apresentadas fiquei muito apaixonada por tudo o que diz respeito a Deus, Nosso Senhor! Deus, também me tem dado verificar casos maravilhosos em que a minha fé tem aumentado muito e cada vez mais.
    Sinto muita pena daqueles que não têm fé! Quem nâo têm fé nâo passam de formiguinhas trabalhadoras.
    Dou muitas graças a Deus de me ter dado muita fé, a qual me dá muita força para levar a minha cruz até ao fim

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: