Festa!

by

part

Esse negócio de comemorar aniversário é uma coisa engraçada. Cada vez mais eu fico mais ansioso. O ano vai chegando em junho e pronto. Quando julho entra então, não tem mais volta, é o fim!

Acho que a gente vai chegando numa idade onde o mundo já perdeu quase a totalidade da graça e do sentido, e dos poucos valores que ainda persistem a amizade se destaca. Aniversário é época de demonstrar amizade. Receber e retribuir testemunhos e declarações sinceras de pura amizade. Esta declaração reside nos gestos mais ingênuos, seja no telefonema rápido, na SMS, no e-mail, na presença ou no abraço.

Talvez a ansiedade venha do momento de teste, a amizade posta a prova. Será que alguém vai lembrar? Hoje em dia tem o Orkut (amem!) que não nos deixa esquecer, mas, amigo que é amigo mesmo lembra o ano todo “julho é o mês de fulano, janeiro de ciclano“. Agora, ansiedade maior do que a quantidade de e-mails ou telefonemas que vamos receber vem de um momento que pode ser triunfal ou não; a festa. Fazer ou não fazer? Comemorar ou não?

Em 2005 organizei uma festinha meio em cima da hora e me arrependi bastante. Reservei a data no salão de festa do prédio mas, um dia antes, quando fui verificar com o porteiro se estava tudo certo, ele me veio com a notícia de que não havia reserva alguma e que no local aconteceria uma super recepção de casamento. Fiquei fulo da vida e não dei o braço a torcer. Já havia ligado para milhões de pessoas e até comprado muita coisa, como assim não pode ter mais? E o meu aniversário? Com muito custo liberaram uma pequena área da quadra para receber meus convidados, era pegar ou largar. Pensei, será que compensa? Às vezes vou brigar com o pessoal do prédio, gastar mais grana e ninguém vai aparecer, vai ser um final ainda mais traumático. Às vezes era melhor encarar aquilo como sinal e desistir de tudo, mas não. Bati o pé e levei adiante.

No outro dia estávamos na quadra com um isopor cheio de cerveja, um som pequeno e mais nada. Deu a hora e ninguém chegou. Senti o peso do arrependimento nas costas. O teste da amizade falhou e mesmo que alguém aparecesse, seriam 2 ou 3 a celebrar aquele momento que beirava o ridículo. Ao lado, o super som do casamento e seus chics convidados esmagavam o que restava de mim.

Foi então que chegou o primeiro amigo com um largo sorriso no rosto e um George Foreman Grill na mão: “Tem tomada aí?” – perguntou. Agora éramos o isopor, o som e o GFGrill. Eu não sabia se ria ou chorava. Ele sentiu a angústia do momento olhou pra mim e disse “cara, relaxa, olha isso aqui, um churrasco de George Foreman Grill na quadra com um isopor lotado de cerveja? Isso é podre demais! Isso é a sua cara! Vamos beber!” Como num passe de mágica as pessoas começaram a chegar, chegar e não pararam mais. Foi um dia lindo de uma bebedeira daquelas e todo esforço foi justificado.

Neste mesmo ano, o amigo que foi o primeiro a chegar faleceu e acabou que esta festa foi a penúltima vez que o vi. Foi então que pensei, valeu a pena! Por pior que fosse (que não foi) valeu a pena. A vida deve ser festejada e brindada! Estamos aqui de passagem então que seja realmente curtindo junto daqueles que são importantes e ainda que só um amigo apareça, é ele que merece valor e não os outros que merecem desmérito.

Pois bem, este ano vivemos mais uma festinha marcante de angústias superadas. Infelizmente não foi possível chamar todas as pessoas que gostaria mas espero que tenha sido tão bom e importante para os que foram, o quanto foi para mim.

Presenças internacionais de amigos distantes e amigos tão próximos ainda mais distantes. Todos reunidos. Amigos comemorando 10 anos de amizade e amigos cuja ficha de importância ainda nem caiu.

Michael Jackson (é claro!) ditou o clima e seus melhores momentos emocionaram até mesmo os mais jovens.

A turma da cachaça não se conteve com 2 e, não fosse a mão de Deus, teria ido embora também a 3a garrafa.

O bolo, de cenoura a meu pedido, evaporou em dois tempos e foi assim também com a cerveja. Eita…

É bom que o pessoal fica descontraído, mais sincero, quebra o gelo… de repente um casal se ajeita. Casal inusitado, quem diria? A ex circula de barriga grande, mulher barriguda. O pai se enrola com a turma do violão. O outro pai distribui panfleto do seu chá de bebê. Vendo o casal arrumado um agente parte para luta. Ela tem 24hs para cumprir a missão, foi então que um terrorista de nome sírio atrapalha seus planos e adia a decisão para a próxima temporada.

Mais gente chegando, espaço acabando, o som aumentando. Ânimos exaltados, cerveja no chão. Foi acidente? O sorriso bêbado quase confunde o expectador mais sóbrio. Estivesse este cidadão são faria tamanha grosseria? Tomara que não. Não pode com eles, junte-se a eles.

Alguém passa apressada, servindo bolo, cerveja e churrasco. É a pessoa mais bela da festa, o que seria da festa, ou o que seria de mim sem ela? O elo perfeito, o fluxo ordenado, a garantia de todos. Obrigado, abriu mão de si para garantir o momento. Obrigado, obrigado, obrigado. E não foi só uma, mas sim diversas pessoas ajudando e colaborando. Que coisa boa, quanta alegria.

Dããão! Dããão! Dãão! É a campainha? Bem, também… mas quem chama agora é meu reloginho. Faltam 9 minutos pras 22, hora maravilhosa. Mas infelizmente, hora de ir embora.

Não queremos ir embora! Ok, paciência, há um boteco lá em baixo. E assim, os remanescentes recomeçaram a batalha. E como diria a turma do Clube da Esquina “…festejar festejei…”

Valeu!

Anúncios

2 Respostas to “Festa!”

  1. Aline Says:

    Kkkkkkk…

    deixa pro ano que vem… pra década de vem… pra encarnação que vem!!! Rsrsrs…

    Festinha boa demais!

  2. Flávia Campos Says:

    De nada, lindo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Foi muito bom estar presente e festejar sua vida… que venha muito mais!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: