Jesus, Barrabas e Geisy Arruda

by

“Não é uma questão de dinheiro, mas de justiça. Dinheiro nenhum no mundo vai apagar a dor que passei. Eu sou apontada até hoje como a garota do vestido, a meretriz da Uniban. Isso eu vou levar para sempre. Para mim é uma questão de superação”

A declaração acima parece piada, parece não! Só pode ser.

A tal da Geisy Arruda que ‘inocentemente‘ foi com um micro vestido pra aula e causou comoção nos colegas, se diz injustiçada e até traumatizada após o episódio. Nada melhor do que pedir uma indenização por danos morais (claro!) à Universidade. Valor da brincadeira? R$ 1 milhão.

A escola alega que ela se beneficiou da situação. E NÃO??

Ela diz que ainda é chamada de garota do vestido e diz isso como se achasse ruim, mas vamos lembrar uns detalhes. Desde o primeiro dia do escândalo ela fez questão de pousar milhares de vezes usando o mesmo vestido e até menores! Não só pousando para mostrar ao público o referido em questão mas sim em peças publicitárias!! Peças publicitárias!! Peças publicitárias!!

Ah, faça-me o favor!

A menina desfilou até no carnaval com o vestido rosa!!

Ah, faça-me o favor!

No fundo ela está adorando ser reconhecida como a menina do vestido rosa, quanta celebridade feita não adoraria um bordão desses????

Logo depois do caso, Geisy fez plástica, pôs silicone, lipo, participou de Reality Show da Record (pra arrumar namorado),  blablabla e tudo mais quanto fosse possível para aparecer!! Às custas de que? Do incidente do vestido rosa, e agora quer dar uma de vítima? Lançou até uma GRIFE de roupas com o tal vestido rosa!!!!!!!!! Essa história de indenização deve ser mais uma estratégia para prolongar um pouquinho os 15 minutos de fama.

Pronto, ganhou na loteria…

Sabe o que eu acho? Acho que foi tudo feito de caso pensado desde o primeiro decote. Se bobear, até no dia da confusão, espalhou propositalmente uns ‘agitadores’ entre a multidão para provocar a massa e depois se dizer humilhada. Tipo como fizeram com Jesus Cristo quando o camarada mandou soltar Jesus ou Barrabas e espalhou na multidão uns capangas para gritar “Barrabas! Barrabas! Barrabas!“, a massa foi na onda…

Tags: , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: