Tecnologia – Ubuntu e Eu [3]

by

Chegou o momento tão esperado, hora de dar boot! Coloquei o pendrive no USB e liguei. Bingo! Aparece a tela incial do Ubuntu.

De cara temos algumas opções inclusive a opção de dar um boot live, como se fosse um Live CD. Esses Live CDs são utilizados para rodar um sistema operacional totalmente novo sem a necessidade do mesmo estar instalado na máquina, você utiliza só o seu hardware. Ou seja, se você for um Usuário Linux Radical, pode andar com o pendrive no bolso e em qualquer máquina do mundo, utilizar o seu sistema sem modificar os arquivos nativos.

Cliquei na opção de instalar e ele começou o trabalho.

Algo que de cara me chamou a atenção foi que, na primeira tela gráfica que apareceu, logo antes de escolhermos a língua a ser instalada, já apareceu uma mensagem dizendo: “Wireless Network Available“.

Oooou seja, antes mesmo de instalar o programa ele já identificou a minha placa de rede wireless e também a minha rede sem fio! Ponto pro Ubuntu!

Selecionei o idioma Português e ele perguntou se desejava instalar o sistema numa partição única de 160GB (que é o tamanho do HD) ou se desejava utilizar opções avançadas de particionamento. Estas opções avançadas seriam utilizadas caso quisesse deixar o Windows também instalado, o que não é o caso.

Decidido isto a instalação começou. O legal é que, enquanto ele instala de lá, já aproveita para me fazer algumas perguntas básicas de configuração inicial como, qual o fuso horário, qual a configuração do teclado e etc. Tudo muito fácil e intuitivo! E assim configuramos para fuso de São Paulo e teclado ABNT com a querida tecla ‘ç’.

Mais alguns detalhes como nome de usuário, senha e pronto. Temos agora à disposição alguns slides falando um pouco sobre o novo sistema. E não foi preciso mais do que uma simples folheada para ficar entusiasmado. Video, foto, som, internet… tudo nativo. Oba!🙂

Na hora de instalar ele também perguntou se eu queria incluir um software de mp3 de um fabricante terceiro. Aceitei a sugestão e deixei rolar.

No total, a instalação completa não demorou 20 minutos! Algo, para padrões Windows, fantástico!

Mas nem tudo são flores, quando a instalação acabou e ele pediu para reiniciar, apareceu o primeiro problema. Vieram aquelas letrinhas Linux-Matrix e de repente, travou. Quando fui ver, as letrinhas traziam uma mensagem de erro. Pensei que poderia ser o fato do pendrive ainda estar espetado. Pendrive retirado e bingo, funcionou.

Entramos no Ubuntu e ele solicita a senha do usuário que foi cadastrado no momento da instalação. Senti uma certa ‘lerdeza’ do sistema nesta hora. Mas vamos pra frente.

Na barra superior vemos logo de cara o símbolo do Mozila Firefox bem como os símbolos de rede sem fio, Bluetooth e áudio. Excelente!

Ele então reclamou alguma coisa sobre um complemento do pacote de idioma que estava faltando. Configurei a rede wireless e tentei baixar as atualizações, não deu muito certo. Abri o Firefox e tentei navegar. Pensa, pensa, pensa e nada. Não navegou. E agora?

Bem, isso é conversa para o próximo capítulo!🙂

 

 

Tags: , , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: