Posts Tagged ‘barack obama’

Ô lá em casa (explicado)

julho 10, 2009

Ô lá em casa…

julho 10, 2009

obama

Big Day Out

janeiro 20, 2009

posseobama2

Às vezes eu penso em fazer umas loucuras enquanto me restam forças. Viajar de mochila ou assistir um show no exterior. Mas não pode ser qualquer show, tem que ser “O” show, tipo aquele que o Led Zeppelin fez em Londres em 2007(*).

Ou então ir num puta festival repleto de atrações de peso como o Leeds, Reading, Lolapalooza, Ozzfest, Big Day Out e etc.

Um show que eu cheguei a olhar um pouquinho mais sério pra ir (olhei ingresso e passagens), foi o show de retorno do Rage Against the Machine no Coachella Festival em 2007. Ah mas foi quase que eu fui… não fosse um alinhamento indevido de fatore$, teria ido.

Pois bem, assistindo pela TV o momento histórico de hoje e vendo aquela multidão se espremendo na grama para gritar “YES WE CAN”, penso que um bom lugar para se estar agora curtindo uma loucura seria em Washington na posse de Barack Obama.

Malditos fatore$.

ledzeppelinlondoncoachella2007

posseobama

(*) A procura foi tão grande que as pessoas que teriam o direito de comprar o ingresso foram sorteadas pela internet, você acredita que um cara da PUC ganhou? Ganhou mas não foi, vendeu os direitos… show do Led Zeppelin, não tem preço, para tudo mais existe MasterCard.

Yes we can

novembro 5, 2008

barack

“So now I’m rollin’ down Rodeo wit a shotgun. These people ain’t seen a brown skin man Since their grandparents bought one

A frase do Rage Against the Machine diz algo como “eu estou descendo a Rodeo (Rua) armado, estas pessoas não viram um negro desde que seus avós compraram um“, é mais ou menos como “sai da frente que eu estou passando“.

Longe de mim querer analisar política aqui mas o fato da maior economia do mundo eleger o seu primeiro presidente negro é um indicador dos novos tempos e que vieram para ficar.

A humanidade tem uma dívida histórica com o continente africano que jamais será paga porém estas pequenas (grande!) vitórias mostram o caminho da redenção.

Os EUA fazia tempo parecia querer mostrar sua grandeza e acertar as contas com os negros dando a um deles o título de presidente, contudo não seriam ingênuos o suficiente de entregar tanto poder a um homem despreparado só para constar ou ficar bonito na fita. Eles souberam esperar a melhor pessoa e o melhor momento. Não fizeram como São Paulo que, na ânsia por mudanças elegeram o fraco Pitta. Na época, Pitta se valeu do privilégio histórico de se tornar o segundo prefeito Negro da cidade e acabou por piorar a situação e incinerar sua carreira política.

Nos EUA, e no resto do mundo a esperança agora é que Barack Obama não só conserte os tropeços de seu antecessor mas como também demonstre o verdadeiro Black Power. Yes We Can!